Perturbações neurológicas funcionais: um guia para pacientes

incluindo pseudocrises não-epiléticas,  doenças do movimento funcionais e outros sintomas funcionais

Hemi

neurosymptoms.org

Desânimo

Sentimentos de depressão e desânimo são comuns em pacientes com sintomas neurológicos funcionais e dissociativos.

 

Este site não foi criado para abordar esses sintomas detalhadamente. São fornecidos alguns links  considerados úteis mais abaixo.

 

Vale a pena abordar duas questões relativamente aos sintomas neurológicos funcionais:

 

• Se sentir-se deprimido, triste ou desanimado, isto não significa que esta seja a causa dos seus sintomas. Poderá sentir-se sensível quando os médicos ou outras pessoas lhe perguntarem como se está a sentir, mas um bom médico deve perguntar sempre isso, independentemente do seu diagnóstico. Por exemplo, pacientes com esclerose múltipla podem sofrer de ansiedade e depressão. Quando isso acontece, a sua qualidade de vida geralmente não é tão boa, pelo que é importante fazer o que for possível para melhorar estes sintomas. O que se passa com os sintomas funcionais não deve ser diferente.

 

• Admitir depressão ou desânimo não significa que tem uma "doença mental" / "é tudo da sua cabeça" / "fraca vontade" ou qualquer outra coisa que algumas pessoas (e talvez até você!) possam pensar. Há muito estigma este tipo de problemas e nem sempre é fácil lidar com eles.

 

• A causa mais comum de humor deprimido em pacientes com sintomas funcionais é a tristeza em relação aos próprios sintomas. Por que motivo eles surgiram? Por que motivo ninguém parece acreditar em mim? Estarei a ficar maluco? Ficarei incapacitado no futuro? Só porque estes sentimentos estão relacionados com os seus sintomas não significa que sejam devidos a estes.

 

Muitos pacientes não percebem o que constitui um diagnóstico de síndrome depressiva (vulgo, depressão). Aqui estão listados os critérios amplamente utilizados para fazer um diagnóstico desta condição segundo a Associação Americana de Psiquiatria.

 

O que pode ser uma surpresa para si é que é possível ter depressão sem que se sinta deprimido ou triste. A depressão pode ser diagnosticada em alguém que não se sente triste mas que perdeu o interesse pelas coisas, está constantemente cansado, tem pouca concentração, perturbação de sono e alterações do apetite.

 

A depressão também pode manifestar-se com sentimentos de frustração e raiva intensos.

 

DEPRESSÃO

 

A. Cinco (ou mais) dos seguintes sintomas presentes durante o mesmo período de 2 semanas e que representam uma mudança em relação ao nível de funcionamento anterior; pelo menos um dos sintomas é (1) humor depressivo ou (2) perda de interesse ou prazer.

 

(1) humor depressivo na maior parte do dia, quase todos os dias, como indicado por relato subjectivo (por exemplo, sente-se triste ou vazio) ou notado pelos outros (por exemplo, choro fácil).

 

(2) diminuição acentuada do interesse ou prazer em todas ou quase todas as atividades durante a maior parte do dia, quase todos os dias (conforme indicado de forma subjetiva ou notado pelos outros)

 

(3) perda de peso significativa quando não se faz dieta ou ganho de peso (por exemplo, uma alteração de mais de 5% do peso corporal num mês), ou diminuição ou aumento do apetite quase todos os dias.

 

(4) insónia ou hipersónia quase todos os dias

 

(5) agitação ou atraso psicomotor quase todos os dias (observado por outros, não apenas sentimentos subjetivos de inquietude ou lentificação)

 

(6) fadiga ou perda de energia quase todos os dias

 

(7) sentimentos de inutilidade ou culpabilidade excessiva ou inapropriada (que pode ser delirante) quase todos os dias (não apenas autocrítica ou culpa por estar doente)

 

(8) capacidade diminuída de pensar ou se concentrar, ou indecisão, quase todos os dias (seja por conta subjetiva ou como observado pelos outros)

 

(9) pensamentos recorrentes de morte (não apenas medo de morrer), ideação suicida recorrente sem um plano específico, ou uma tentativa de suicídio ou um plano específico para cometer suicídio

 

B. Os sintomas não se devem a uma perturbação bipolar.

 

C. Os sintomas motivam sofrimento clinicamente significativo ou prejuízo nas áreas sociais, ocupacionais ou noutras áreas importantes de funcionamento.

 

D. Os sintomas não são devidos aos efeitos fisiológicos diretos de uma substância (por exemplo, uma droga de abuso, um medicamento) ou uma doença médica geral (por exemplo, hipotiroidismo).

 

E. Os sintomas não são melhor explicados pelo luto, ou seja, após a perda de um ente querido, os sintomas persistem por mais de 2 meses ou são graves.

 

.. A depressão pode ser diagnosticada em alguém que não se sente triste, mas que perdeu o interesse nas coisas, está constantemente cansado, tem pouca concentração, perturbações de sono ou alterações do apetite...

Self Help for Depression